Comércio eletrônico sofre com falta de hábito do consumidor


09/02/2005

Ainda 49% das empresas acreditam que a falta de hábito é o fator principal que inibe os negócios eletrônicos voltado a clientes (B2B e B2C) no País. Outros 28% afirmam que a segurança é o maior empecilho. Os dados foram divulgados pela Associação Brasileira de e-business, a partir de respostas de 72 empresas, incluindo 19 que responderam a questionário seletivo – incluindo Bayer, Klabin, Siemens, Eletropaulo, CSN e Votorantim.

Para 39% das empresas, é imprescindível ter forma de relacionamento eletrônico com clientes, e 78% acreditam que isso é importante. Apesar do interesse, 33% ainda não fazem comércio eletrônico e apenas 8,7% do volume de vendas chega por meios online nas empresas que possuem canais eletrônicos.

Há expectativas otimistas para a evolução do uso neste ano. Metade das empresas sem comércio eletrônico pretende entrar no jogo em 2005.

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.