Comércio eletrônico cresce puxado por negociações entre empresas


30/03/2004

O comércio eletrônico (e-commerce) cresce 163% no negócio a consumidor e 107% no negócio-a-negócio. É o que mostra pesquisa divulgada nesta sexta-feira, dia 26 de março, pelo Centro de Informática Aplicada da Fundação Getúlio Vargas (CIA/FGV).

Em 2003 foram movimentados US$ 4,5 bilhões no e-commerce – US$ 2,6 bilhões a mais do que no ano anterior – e US$ 12 bilhões no business-to-business – quase o dobro de 2002.

Segundo a pesquisa, o comércio eletrônico entre empresas já é utilizado em 4,94% das transações, sendo que o setor de comércio foi o que apresentou maior crescimento, com 65% de suas empresas utilizando a modalidade, principalmente nos processos relativos à cadeia de suprimentos.

O e-commerce, por sua vez, representou 2,08% das transações do comércio varejista. Nesse tipo de comércio, todos os setores apresentaram um alto nível de envolvimento com as vendas eletrônicas, com 70% a 75% das empresas utilizando a internet para negociar produtos e serviços.

Para o coordenador da pesquisa, Alberto Albertin, esses resultados demonstram que o nível de utilização do comércio eletrônico é razoável, principalmente nas aplicações já consideradas consolidadas, como serviços bancários, produtos de informática e livros. “Poderia ser maior se mais pessoas usassem a internet”, diz. (segue)

Agência Brasil

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.