China bloqueia ferramenta de busca AltaVista

O governo chinês bloqueou o acesso à ferramenta de busca AltaVista. A medida faz parte de sua campanha para evitar que os cidadãos tenham contato com material considerado inadequado e ameaçador ao poder do Partido Comunista. É a mais nova ação que atinge ferramentas de busca online na China nos últimos meses, apenas alguns dias depois da medida atingir a ferramenta de busca americana Google.Enquanto isso, a subsidiária chinesa do Yahoo concordou, março passado, com o bloqueio voluntário do acesso a determinados sites, segundo regulamentações locais. De acordo com Jonathan Zittrain, diretor executivo do Berkman Center for Internet and Society da Harvard Law School, o governo chinês já bloqueou milhares de sites. Em colaboração com um colega, Zittrain criou uma ferramenta chamada Real-Time Testing of Internet Filtering in China (teste em tempo real de filtro de Internet na China), onde é feito o teste para verificar se um Website é filtrado no país. Entre outras páginas bloqueadas pelo governo estão a USCourts.gov (site da justiça federal americana), Playboy.com, Sex.com, MIT.edu, NPR.org, CNN e o BBC’s Voice of America. Zittrain planeja publicar um relatório completo sobre sites censurados em breve. James Barnett, CEO da AltaVista, afirma que a companhia planeja tornar os resultados de busca disponíveis através de outras entradas acessíveis aos cidadãos chineses, incluindo o site Raging.com. Barnett ficou ciente da censura chinesa nos últimos meses, mas o site já havia sido bloqueado na semana passada. Ele estima que menos de 5% dos usuários do site provêm da China.

Please rate this

 
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *