Café com Ostra ajuda a vender mais?


14/11/2004

Aquilo que o homem plantar, isso também colherá (Gl 6:7)

Vic é um amigo e empresário pelo qual, sinto profunda admiração. Seu
espírito empreendedor e seu comportamento extremamente ético o tornam íntimo
de seus clientes que, por admirarem-no mais ainda do que eu, fazem questão
de comprar seus sempre bons produtos, assim como jamais esquecem de
contratar seus não menos excelentes serviços que presta em sua área.

Tenho a impressão que Vic, quando leu a frase do Rui Barbosa que diz:  -“De
tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto
ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos
maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter
vergonha de ser honesto.” – lembrou que quando o Rui escreveu dessa forma,
ainda não havia no Brasil o Serviço de Proteção ao Crédito, “todinho”
integrado, forçando a pessoa a ser direita ou sumir do mapa.

Brincadeira de lado, a verdade é que Vic fideliza clientes em todo o Brasil
de uma forma simples e objetiva, pois “aquilo que o homem plantar, isso
também colherá (Gl 6:7)”.

Freqüentemente eu e o Vic nos comunicamos. Já sei, você deve estar pensando:
olha a maneira dele dizer que também é honesto… Bem, não é uma má idéia.
Mas deixe-me continuar. Os americanos gostam de contar histórias assim: no
verão do ano tal… Inclusive praticamente todos os eventos nos Estados
Unidos são chamados, pelo nome específico mais a estação do ano, assim:
Congresso de Fidelização Máxima Inverno 2004. Fica chique “né”? … Como eu
não sou americano prefiro falar desse jeito: Outro dia Vic me mandou um
“e-mail” falando da ostra, que somente após ter sido aberta existe a
possibilidade de podermos encontrar uma grande pérola.

A impressão que Vic me passou, é que quando você faz uma sondagem adequada
no cliente, este revela desejos de consumo que necessitam de sua ajuda.
Rapaz! É isso mesmo, na medida em que eu me aproximo de você, nós nos
conhecemos melhor. Por que com o cliente seria de outra forma?

Quer um conselho? Converse com o cliente, abra a ostra, retire a pérola e
fidelize. O cliente é seu e você é responsável por ele. Tem uma frase
escrita no livro “O Pequeno Príncipe”, de Saint-Exupery:  “Tu és responsável
por tudo aquilo que cativas”. Sabe exatamente o que é cativar? Acabei de ler
no dicionário: Ganhar a simpatia. Para Exupéry, cativar significa criar
laços. Lojista, você construiu um relacionamento, abriu a ostra, extraiu a
pérola e agora vai perder?

Uma vez aberta a ostra, tudo se torna fácil, é só tratar a pérola com
carinho para que ela nunca perca o brilho. Uma vez sem o brilho fica muito
difícil recuperá-lo, é melhor tentar abrir outra ostra.

E agora vamos tomar café? Aguarde só mais um pouco.

Vic detesta prejuízo. Lá vou eu como brasileiro contar: outro dia, Vic ligou
e disse: Gil eu comprei um café horroroso e aí, sabe como eu sou, não
suporto ficar com perdas. Sou tão direitinho com todo o mundo. Perdas, não
admito nem em pesadelo. Olhei o CNPJ da empresa e pensei: Se existe em nosso
país, algum órgão responsável pela aferição do sabor dos produtos, pelo
menos não é do meu conhecimento. Seria interessante constituir por exemplo:

Instituto Nacional do Sabor Salgado – INSS
Instituto Brasileiro de Gostos Especiais – IBGE
Mensuradores das Gostosuras – MENGO
Testadores de Gostos Alimentares – TGA

Não tenho mesmo onde oficializar minha justa reclamação. Tomei uma decisão:
liguei para a empresa, vendi um monte de produtos para ela e conheci um
pessoal tão legal que acho vou até tentar gostar do café dessa indústria.
Estou pensando em tomar café com ostra.

Qual a sua opinião?

Café com Ostra ajuda a vender mais?

Gilberto Landim é analista de sistemas com formação na FGV, PUC, UNESA, Xerox, Microsoft e Oracle
entre outras. Autor de vários trabalhos e do Projeto Venda$ Plu$, programa de treinamento apresentado nas versões: Palestra, Seminário e Curso.Atualmente é Consultor de Treinamento da www.insidetech.com.br

Please rate this

 
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *