Blogs interferem em buscas na Web No ratings yet.


16/05/2003

Os sites comerciais acreditam que uma boa colocação entre os resultados de buscas na Web é tão importante para atrair clientes que muitos estão dispostos a pagar grandes quantias para patrocinar palavras-chave ou contratar “consultores de posicionamento” para garantir um lugar de destaque nos sites de pesquisa.

No entanto, sem qualquer esforço deliberado, os autores de weblogs estão vendo que seus sites aparecem com facilidade em pesquisas sobre assuntos dos quais, muitas vezes, eles não têm conhecimento algum. Os blogueiros atribuem esse sucesso à freqüência com que atualizam suas páginas e ao número de links que outros sites oferecem para o seu conteúdo – dois dos principais fatores levados em conta pelos sites de busca para decidir quais resultados devem aparecer primeiro. “Cada vez mais, eu encontro a mim mesmo no Google”, confessa Russ Beattie, que publica um blog a partir de sua casa em Madri. “Ainda não tive a oportunidade de tropeçar no meu weblog quando procurava por alguma coisa completamente aleatória, mas já fiz buscas envolvendo assuntos de tecnologia a respeito dos quais eu havia expressado alguma opinião, e então passei pelos meus próprios artigos”, conta Beattie num e-mail.

Outros internautas também estão sendo direcionados ao blog de Beattie. Segundo o autor, semana passada, num período de 24 horas, o blog registrou mas de 150 acessos de usuários do Google, a partir de palavras-chave como “Kim Possible” (um desenho animado da Disney), “estrutura de menus Lotus para carros” e “cartões de Natal”. “Eu lembro de ter mencionado que tinha gostado do desenho, mas o resto não faz muito sentido”, destaca.

Beattie esta longe de ser o único blogueiro cujos comentários mais casuais sobre um determinado assunto acabam atraindo internautas. Scott Gowell, da cidade de Lansing, Michigan, teve uma experiência semelhante depois de fazer uma breve referência em seu blog Sinekow a um incidente num shopping center local. Muito depois, ao procurar o site do shopping para obter uma lista de lojas, ele percebeu que o primeiro resultado da busca apontava para a sua página pessoal. Noutra ocasião, Gowell e um grupo de colegas numa aula de programação publicaram na Web um texto perguntando como ativar um recurso de som usando Java 3D. A pergunta gerou uma colocação tão favorável nos sites de busca que eles receberam inúmeras respostas. (segue)

Joanna Glasner

Please rate this

 
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *