Blogs dão voz a ex-jornalistas


22/04/2004

Os blogs estão dando voz a muitas pessoas, entre elas ex-jornalistas que haviam sido calados pela mídia estabelecida, dizem os blogueiros reunidos para um evento realizado no último fim de semana na Universidade de Harvard.

Alguns dos blogueiros de um grupo que inclui ex-jornalistas de carreira de emissoras como NPR, CNN e do New York Daily Newstambém sugeriram, durante o encontro, que a ética tradicional do jornalismo não deve ser aplicada aos weblogs, porque os leitores de conteúdo na Web desejam ler mais do que o mero relato de fatos.

Os blogueiros presentes em Harvard para a BloggerCon não sugeriram que todos os leitores desejam observações bem humoradas sobre a guerra no Iraque ou comentários jocosos sobre as ações dos políticos. Mas um participante do evento afirma que muitas parcelas do público preferem ler notícias em sites que possuem uma voz narrativa distinta, independente de essas vozes concordarem ou não com suas opiniões políticas pessoais. “Os leitores estão sedentos por pontos de vista pessoais”, diz Henry Copeland, ex-editor do Budapest Business Journal e CEO da Blogads, que vende espaços publicitários em alguns dos blogs mais populares, entre eles o Talking Points Memo.

“No passado, talvez tenhamos precisado de jornais que nos dissessem quem fez e disse o quê”, disse Copeland. “Mas hoje, se você ler dois ou três blogs, estará vendo a mesma história por vários ângulos”.

Segundo Copeland, os leitores de blogs sabem exatamente o quão temperado um artigo de notícias deve ser. Ao contrário da mídia estabelecida, os blogueiros não possuem uma “agenda oculta”, destaca. “Suas opiniões pessoais ficam clara desde o começo”.

Os blogs, que são diários online regularmente atualizados e normalmente oferecem espaço para os comentários dos leitores, tornaram-se uma tendência grande demais para ser ignorada por organizações como o Times. O número de blogs hospedados por vários serviços deve crescer dez milhões esse ano, de acordo com algumas estimativas. Alguns blogs são lidos por algumas dezenas de usuários ao dia. Outros, por milhares. (segue|)

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.