Bancos usarão sistema de assinatura digital do governo


28/01/2005

SÃO PAULO (Reuters) – Após mais de um ano de discussões, o setor bancário resolveu adotar de maneira padronizada o sistema de assinatura digital da Receita Federal, conhecido por e-CPF e e-CNPJ.

O uso da tecnologia de maneira comum pelo setor promete elevar o nível de segurança de transações eletrônicas e reduzir custos de implantação, afirma a entidade que representa os bancos, Febraban.

A tecnologia de assinatura digital é um sistema que garante a identidade dos usuários e a segurança de documentos que circulam por redes de computadores. O sistema adotado pela Receita Federal usa chaves de codificação de 1.024 bits e tem validade jurídica, ou seja, é possível, legalmente, assinar contratos pela Internet.

“Esperamos que no primeiro ano tenhamos cerca de 500 mil correntistas usando a assinatura digital da Receita”, disse à Reuters o diretor setorial de Tecnologia e Automação Bancária da Febraban, Carlos Eduardo Correa da Fonseca, um dia após o setor ter assinado protocolo com a Secretaria da Receita Federal e o Instituto de Tecnologia da Informação, órgão vinculado à Casa Civil, para uso de certificados digitais.

Ele estimou que os investimentos aplicados por bancos, governo e correntistas na implantação da tecnologia no primeiro ano possam chegar a 25 milhões de reais. O cálculo foi feito com base em um custo de 50 reais para a confecção do cartão que contém a assinatura digital e leitores destes cartões, disse Fonseca. (segue)

Alberto Alerigi Jr.)

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.