Associação de e-business divulga pesquisa do setor farmacêutico


03/07/2005

A Associação Brasileira de e-business acaba de consolidar a pesquisa que traça o Panorama do Uso e Tendências do e-business no Setor Farmacêutico. Com a participação de 108 empresas, entre elas indústrias e distribuidoras do segmento, a análise revela que 54% dos entrevistados aceitariam compartilhar com mais transparência informações estratégicas de seu negócio com seus parceiros comerciais.

Apesar das deficiências de relacionamento entre os elos da cadeia do setor, 37% das distribuidoras que participaram da pesquisa enxergam a possibilidade de atribuir transparência na visualização dos estoques e 25% exigiriam acordos fechados. Em contraste, praticamente a totalidade das negociações entre indústria-distribuidor é pontual, ou seja, não possuem contratos de longo prazo, impossibilitando a adoção da reposição automática de estoques.

Diferente de outros setores, 67% dos laboratórios utilizam sistemas de CRM para monitorar a performance da força de vendas (visitas a médicos) e maximizar os esforços de marketing.

O Panorama do Uso e Tendências do e-business no Setor Farmacêutico preparou também um questionário seletivo, com a participação de 29 indústrias. Quase 90% dos participantes do estudo desejam estabelecer um padrão para a troca de documentos eletrônicos. Ninguém ainda pratica.

Segundo estudo, a média ponderada do volume transacionado pelo meio on-line em relação às vendas totais é de 13,9% e metade das transações eletrônicas realizadas pela indústria farmacêutica é dirigida aos distribuidores (51,9%). Se por um lado o segmento da distribuição mostra-se também alvo para o estreitamento das relações colaborativas das indústrias, representando 96% de interesse no âmbito da reposição automática de estoques, a percepção quanto à melhoria dos processos de vendas junto ao governo ainda é bastante pessimista, sendo que 68% das indústrias não acreditam que seja possível nem mesmo realizar um planejamento mais acurado das vendas.

A Associação Brasileira de e-business é a principal entidade nacional com foco nas corporações usuárias de e-business e supply chain management. Entre seus objetivos, destacam-se ações para formulação de propostas de interesse coletivo, discussões sobre otimizações de processos e iniciativas que visem construir e aumentar redes colaborativas e integrativas de negócios.

Site relacionado:www.ebusinessbrasil.com.br

Please rate this

 
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *