Alunos de escolas públicas terão contas de e-mail

O programa Governo Eletrônico-Serviço de Atendimento ao Cidadão (Gesac) implantará neste mês 100 mil contas de endereço eletrônico em comunidades carentes que receberam antenas do governo federal para conexão com a Internet, em banda larga, via satélite. A maioria desses endereços eletrônicos, cerca de 75 mil, será distribuída a escolas públicas de regiões de baixo índice de desenvolvimento humano e com dificuldade de acesso à Internet por redes de telecomunicações tradicionais. Alunos, professores e pessoas da comunidade poderão se cadastrar nas escolas para receber os endereços. “Mas haverá regras. Por exemplo, se o endereço disponibilizado não for usado em 60 dias, será desativado e entregue a outra pessoa”, diz Jean Marc Mutzig, coordenador geral do Programa Nacional de Informática na Educação (ProInfo) do Ministério da Educação.

A previsão do Gesac é ampliar a oferta dos endereços para 700 mil, até abril. O MEC, por meio da Secretaria de Educação a Distância (Seed), ficará responsável pela administração do uso do endereço, inclusive fora do ambiente escolar. Haverá distribuição de endereços eletrônicos também para quartéis e instituições situadas em regiões carentes.

O Gesac foi criado em março de 2002, pelo Ministério das Comunicações, para universalizar o acesso da população de baixa renda à Internet. Desde maio de 2003, foi estabelecida parceria com o MEC para que escolas públicas em regiões carentes pudessem ter acesso à Internet em banda larga. Dos 3,2 mil pontos de conexão disponibilizados pelo Gesac, 1.845 são em escolas públicas equipadas com computadores do ProInfo, da Secretaria de Educação a Distância.

Agência Brasil

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.