Al-Jazeera recorre a torpedos


08/04/2003

O canal de notícias árabe Al-Jazeera está recorrendo a um serviço de lembretes por SMS na intenção de contornar os freqüentes ataques de hackers ao seu site.

A emissora tem sido uma fonte constante de contraste às notícias veiculadas pelas emissoras ocidentais, mostrando aspectos da guerra que interessam à coalizaão Estados Unidos/Inglaterra manter escondidos ou minimizados. Hackers a favor da coalizão têm atacado o braço online da Al-Jazeera e têm conseguido mantê-la fora do ar constantemente.

Segundo informou a emissora, estender o seu serviço de notícias até os celulares de indivíduos inscritos é uma forma de manter informada uma parte da população que se sente alienada e mal informada.

O serviço está disponível em 130 países em inglês e árabe e oferece notícias frescas enviadas por repórteres em Bagdá e em outros locais no Iraque. A infra-estrutura tecnológica para o serviço fica por conta da PervasiveEdge, empresa que também fornece o mesmo serviço para a CNN.

A Al-Jazeera tem sido muito criticada por mostrar imagens de soldados aliados mortos e capturados e tem sido duramente criticada pelos governos aliados. O site ficou fora do ar desde a última quarta-feira devido ao que tecnicamente se conhece por DNS – Denial of Service – situação em que um site recebe tantas solicitações automáticas que ele fica sobrecarregado.

Na última sexta-feira os usuários tentando acessar a página encontraram uma mensagem com o texto: “Hacked by Patriot, Freedom Cyber Force Militia” sob uma bandeira americana.

Fonte: Media Guardian

Please rate this

 
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *